Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Pegao no banheiro do clube

   Eu nunca escrevi para o grupo antes, mas sempre tive vontade de revelar um conto que ocorreu comigo a um tempinho atrás. Eu moro em sampa, mas quase sempre eu vou para uma cidade do interior caso, e sempre que eu vou lá, minha família decide ir ao clube que tem lá, cujo nome prefere não revelar, mas isto não vem ao caso, então. Eu sempre freqüento este clube quando eu vou lá, sempre tem bastante gente da faixa da minha idade 20 anos.

   Eu não sou de fazer muitas amizades, nem sou muito aberto com as pessoas, não sei porque mas eu não consigo me relacionar muito bem com as pessoas que eu não conheço, mas quando passo a conhecer eu sou uma pessoa que zela muito pelos amigos, então eu fico mais na minha, mas mesmo assim, todo lugar que eu vou, eu atraio olhares para mim, tanto de homens quanto de mulheres, as vezes alguém puxa conversa comigo, mas eu não sou de continuar o papo, a não ser que eu esteja meio alterado pelo álcool.

   Mas neste certo dia em que eu fui, logo quando eu estava entrando no clube, eu avistei um rapaz que devia ter uns 19 anos no Maximo, ele era bonitinho, não lindo ele era baixo, mas tinha o corpo definido, não era forte ele era magro mais definido, tinha cavanhaque e cabelo bem baixinho e uma cara de tarado, logo na entrada do clube, já se dá para ver a ducha da piscina e lá estava ele, tomando uma ducha, com um calção vermelho de jogar futebol e bem curtinho, na hora eu já fiquei com tesão, e após alguns segundos ele me viu e acho que propositalmente ele começou a passar a mão no corpo, tipo percebido que eu estava olhando e querendo me provocar.

   Mas como eu sou muito discreto, eu fingi que nada estava acontecendo e continuei andando, mesmo porque eu não posso dar nenhuma brecha porque minha família toda estava lá, então eu entrei no clube e passei por um corredor que tem toda a vista da piscina, e lá estava ele, já havia entrado na piscina, então eu fiquei um pouco lá fora e ele viu que eu não entrava na piscina e resolveu sair, passou quase esbarrando em mim e foi em direção à uma mesa de sinuca, jogar com os amigos, então eu resolvi entrar na piscina, fui até a borda e entrei de uma vez.

   Quando eu levanto a minha cabeça para respirar adivinha? Acertou! Ele estava do meu lado; mas ele não falou nada e eu também estava tão sem graça, mergulhei de novo e fui para o outro lado da piscina, sei lá eu sou meio desencorajado, deve ser porque sou novo ainda, mas então; eu comecei a brincar com uma prima de nadar de um lado para o outro da piscina para apostar corrida, eu já estava até esquecendo ele, foi quando eu estava mergulhando batendo os braços e de repente bato a mão numa coisa dura adivinha o que era? Não sei se adivinhou, mais era a rola dele, então ele toda hora que via que eu ia passar, ia perto de mim para esbarrar a sua pica em mim, mais eu estava sem coragem para fazer nada.

   Então eu saio da piscina e falei alto para a minha prima que eu iria no vestiário, acho que foi para ele ouvir mesmo, então eu desci umas escadas que tem para ir para o vestiário e fui urinar, entrei no banheiro e escolhi uma cabine, entrei e comecei a urinar, então ouço alguém entrando no banheiro e o barulho da porta fechando, e então na hora o meu coração disparou e  meu pau endureceu no máximo na hora, faltou coragem para sair, mais eu saí né, não podia ficar ali a vida toda, então saí, e dei de cara com ele, ele estava lavando a mão numa pia que tem bem na frente, então eu fingi que não o vi, e na hora que eu estava saindo ele me puxou pelas costas e me segurou me apertando sobre a sua rola que neste momento estava como uma pedra de tão dura.

   Na hora eu fiquei com muito tesão, porque o short dele era tão fino que dava pra sentir a rola dele pulsar de tanto tesão, ele me agarrou e me deu um beijo na boca que eu fiquei até sem ar, como ele tinha cavanhaque, a barbinha dele roçava no meu rosto liso, então ele me arrastou para uma das cabines da privada, e me sentou na cabine, como eu estava só de sunga, ele me sentou na privada e tirou meu pau todo duro para fora e começou a chupar com um prazer enlouquecedor, então eu comecei a ficar com muito tesão e falei vou gozar então ele disse, goza na minha boca delicioso! Então eu gozei na boca dele e depois ele ainda veio e meu deu um beijo.

   Depois ele falou para mim, agora é a sua vez então eu nunca tinha feito isto, mais na hora do tesão meu pau endureceu de novo e eu comecei a engolir aquela rola enorme que devia ter uns 17 cm, até que ele disse que não queria gozar ainda, ele me deixou com os joelhos no chão e encostado com a barriga na tampa da privada que estava abaixada, e falou: agora eu quero comer esta sua bundinha deliciosa e empinadinha, ele como já estava todo molhado só deu uma cuspidinha na rola e na mão e no meu cuzinho, eu disse: vai com calma que sou virgem! Ele fez uma cara de felicidade e começou a enfiar bem devagar e me acariciando, foi muito carinhoso, mas naquela hora eu lembrei que alguém podia entrar e me ver ali com ele, mas eu relaxei e não pensei em mais nada, só no prazer, não vou dizer que não doeu, mais a dor foi insignificante diante do prazer que senti, com a rolada que ele deu no meu rabinho liso.

   Então ele disse: vou gozar e eu pedi que ele gozasse no meu cú, então eu senti o leitinho escorrendo no meu rabo e logo em seguida ele começou a foder meu cú com sua língua que tesão cara, nunca tinha sentido tanto tesão, mais depois eu disse, agora é a minha vez de te foder, então ele logo ficou na mesma posição que eu estava para ele e aquele cheiro de sexo tomava conta do banheiro, até que eu comecei a enfiar no rabo dele e ele começou a sentir tanto tesão que urrava muito alto, e eu meti até as bolas no rabo dele, então eu gozei no cú dele e eu já estava exausto, fomos para uma outra cabine q tinha chuveiro e tomamos um banho muito delicioso, nos beijávamos o tempo todo, foi muito bom, então eu ouvi um barulho de alguém se aproximando do banheiro e já me abalei.

   Então ele saiu imediatamente da minha cabine e foi para a cabine do lado, entrou um senhor de uns 45 anos lá e foi urinar, eu vesti minha sunga e fui correndo para a piscina, todo realizado né! Eu dei um mergulho e comecei a nadar de novo, logo em seguida ele também entra na água e começa a conversar comigo, ele começou a alisar meu pau que endureceu na hora dentro da água e bateu uma para mim debaixo da água, como só éramos nós dois e um cara com duas crianças brincando, ninguém viu, quando eu ia gozar eu pedi para ele parar porque achei que era nojento gozar na água onde todos nadam, então minha mãe me chamou para ir embora e abaixamos na água e ele me deu um baita beijo e me deu o seu telefone para que eu ligasse, mais eu nunca tive coragem de ligar para ele, foi ele quem tirou minha virgindade, isto faz apenas uns 4 meses e toda vez q lembro sinto um puta tesão.

Espero que tenham gostado deste conto que foi real e se quiserem me mandar algum contato o  meu e-mail é querosexoquero@hotmail.com

Torne-se um membro e comente
rodape fixo Hotboys