Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Meu amigo policial me estuprou

   Há alguns dias atrás, num domingo, recebi a ligação de um amigo, que é policial civil, e namora com uma amiga da faculdade. Ele estava meio triste, disse que precisava conversar, pois havia brigado com a namorada que é muito minha amiga e queria que eu o ajudasse no reconcilia mento.

   Eles namoravam há quase um ano, e de vez em quando eles brigavam e sobrava pra eu ter que fazer a cabeça da Juliana.
Confesso que sempre achei o Carlos um gato, moreno claro, 30 anos, 1.87m 83k, com um corpo de deixar as mulheres malucas. Sou um cara super discreto, não dou bandeira, tenho 25 anos, também sou um cara bonito, e nunca tentei nada com ele, pois sempre respeitei minha amiga.

   Naquele dia estava em casa sozinho, e depois de uns 20 minutos o Carlos chegou, estava visivelmente tonto, e me disse que tinha bebido a tarde toda, que estava triste por causa da briga deles. Começamos a bater papo assistindo um jogo que passava na TV, ofereci uma cerveja e ele aceitou, papo vai, papo vem, o Carlos havia ficado mais alegre depois do nosso papo. Quando acabou o jogo, mudei de canal, e estava passando um comercial daqueles Chats por telefone, e começamos a falar sobre o assunto. Ele disse que não acreditava que pudesse ser possível conhecer mulheres bonitas pelo Chat, quando eu disse, que não sabia se no telefone era possível, mas que eu sempre conhecia algumas gatinhas pela internet.

   Ele ficou curioso, e chamei ele para irmos ver as fotos das gatas que conhecia pela net, ele ficou muito interessado e perguntou se podíamos entrar em alguma sala para ver no que dava. Entramos numa sala de bate papo do UOL, e logo algumas garotas começaram a teclar com ele. Depois começaram a pedir foto, mas ele dizia que não tinha, e como tenho câmera digital, ele me pediu se tiraria uma foto sua para que ele pudesse mandar para as garotas. Eu logo atendi seu pedido, e tirei algumas fotos suas, e sugeri que ele tirasse algumas mostrando o corpo.

   Ele ficou meio receoso, mas disse que toparia, e foi logo arrancando a camisa, no início ele ficou meio com vergonha, mas depois foi ficando mais a vontade. Já tínhamos tirado fotos dele de rosto, depois sem camisa, e sugeri que tirasse algumas de cueca, mas sem mostrar o rosto. Como estávamos sozinhos em casa, meus pais haviam ido ao cinema, e voltariam tarde, o convenci a ficar só de cueca na sala, onde poderia tirar umas fotos legais. Eu ficava olhando aquele Deus Grego na minha casa só de cueca branca, imaginando o tamanho do pau que se escondia debaixo daquele tecido.

   Nesse momento comecei a dar uma de fotógrafo, e pedia para ele fazer pose, e ia clicando ele cada vez mais a vontade, a coisa foi esquentando, e num momento pedi que fizesse de conta que estava tirando a cueca, ele atendeu prontamente, e quando me dei conta, ele já estava totalmente nu. Acabei zuando com ele, perguntando se ele ia mostrar aquela rola mole pras gatas, que elas iriam rir dele. Ele então me pediu que pegasse uma revista de sacanagem que logo eu iria ver o tamanho da jeba dele.

   Peguei, e para meu espanto, ele ia vendo a revista e seu pau ia ficando cada vez maior, eu então comecei a fotografar de perto, de todos os ângulos, e quando ele se deitou no sofá eu pegava na sua rola para colocar ela em outra posição. Só sei que num determinado momento, ele pegou minha mão e colocou no seu pau, então me puxou e me fez colocar a boca em seu pau. No início recusei, mas acabei aceitando, ele me segurava pelo cabelo e fodia minha boca como se aquilo fosse uma vagina.

   Depois ele me jogou só sofá, arrancou minha camiseta e meu moletom, me deixando só de cueca, enquanto roçava seu pau entre minhas coxas. Eu não sabia o que fazer, ele me dominava totalmente, mordia minha nuca, beijava minhas costas, e aquilo estava me deixando maluco. Ele então, com toda sua força física, pegou minhas mãos, colocou pra traz, segurou firme, e com a outra puxou minha cueca de lado, cuspiu na minha bunda e começou a me penetrar.

   Eu não queria aquilo, afinal, estava sem camisinha, mas ele não quis nem saber, me segurava firme enquanto me penetrava, seus 21 cm entravam de forma tão gostosa, que eu já nem sabia mais se queria que ele parasse ou não. Ele me fodia muito gostoso, me colocou de quatro, deu mais uma cuspida, e enfiava sem dó, sentia seu saco bater na minha bunda, sentia aquele macho viril todo dentro de mim. Ele dizia que nunca tinha comido uma bunda, nem de homem e nem de mulher, mas que estava adorando comer meu cuzinho.

   Ficaram uns 10 minutos até derramar toda sua porra dentro de mim. Eu não acreditava que aquele homem, hétero, lindo, e bem dotado tinha feito aquilo. Fomos tomar um banho, e dentro do box eu o chupei, o que deixou ele excitado a ponto de querer me comer novamente. Depois disso ele foi embora, e acabou se reconciliando com a minha amiga. Mas o importante, é que sempre que eles brigam, ele acaba vindo falar comigo, e sempre acaba rolando uma deliciosa transa. Tomara que eles briguem muito. Se algum cara macho estiver afim de fazer o mesmo comigo, é só escrever.

Meu MSN: ariel_legran@hotmail.com 

Torne-se um membro e comente
rodape fixo Hotboys