Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

O primeiro e ltimo

   Meu nome é Bruno, tenho 19 anos, vou contar uma das coisas mais que meios importante que aconteceu comigo recentemente.

   Às vezes entrava no bate papo da minha cidade, então como outro dia qualquer, estava eu, navegando quando um cara falou comigo no bate papo, foi ai que tudo começou
Conheci ele, seu nome era Paulo, morávamos no mesmo bairro, ficamos varias semanas só pelo msn, com o passar do tempo se conhecemos melhor, se passou muito tempo.
Durante esse tempo Paulo todo dia falava dizendo que queria me ver.

   Mais sempre eu dava uma desculpa, não sei se queria ver ele, por medo, sei lá, meu envolvimento com outros caras, é como achar um diamante no quintal, muito raro.
Então um dia exclui Paulo do meu msn. A historia começa aqui, como de costume vou comprar lanche à noite, e sento-me à mesa, quando vejo uma pessoa na esquina, adivinha quem era Paulo. Gente quando eu olhei pro Paulo pela primeira vez eu não sei explicar o que foi que eu senti, era como se eu ficasse hipnotizado, eu fui embora e ele não me viu na mesma noite eu add Paulo, então conversamos e nos marcamos de se encontrar o dia esperado chegou, então fomos lanchar, depois disso, fomos na sua casa, ele estava sozinho me convidou pro quarto dele, ele ficou olhando o notbook e eu sentado na cama.

   Ele me falou posso fazer uma coisa? claro, pode sim ele chegou perto de mim e me beijou o beijo mal começou e já estavamos de pau duro, ficamos naquele beijo muito tempo, abaixamos a calça e deitamos na cama um em cima do outro, ficamos naquele amasso, pegação e curtição , ele disse meu irmão pode chegar a qualquer momento e era melhor não rolar sexo eu concordei. Na próxima semana eu iria ficar sozinho na minha casa então chamei Paulo a minha casa, ele veio a noite. Mal chegou e estávamos naquela pegação, rolou muito coisa entre nós, ficamos pelados na sala, e depois fomos pro quarto ,foi quando minha irmã chegou, levantamos de repente, se vestimos e sentamos na mesa com desculpa de estar estudando.
No outro dia minha família iria viajar e eu dormiria em casa sozinho.

   Paulo veio novamente, rolou tudo, eu chupava ele, ele também, por nos dois ser ativo, o meu amigo ficou desanimado por essa razão, então Paulo ficou também. a coisa só flui se cooperar também, eu não podia fazer porque o meu amigo não ficava de pé, por medo de alguém chegar ,não sei, então ele ficou sentado na moto, cheguei perto dele, abracei ele em pé , nos beijamos e ficamos abraçados por uns 10 minutos. Já era mais de 1 hora da manha quando ele decidiu ir embora.

   Depois disso gente se passou semanas, sempre ficávamos conversando pelo msn. Paulo disse que gostava de mim e queria ficar comigo pra sempre, eu também gostava muito dele. Então um dia passei em frente a sua casa, para minha sorte ele estava sentado na calçada e ficamos conversando, essa foi a Ultima vez que eu vi Paulo.
Quando eu escutava musica eu sempre se lembrava dele, a música é better days Pette Murray. Então resolvi colocar um fim nisso falei com ele pelo msn, perguntei se ele ainda sentia algo por mim e toda a nossa conversa a resposta dele foi talvez, não sei, sei lá, ficou uma conversa meio que sem final.

  Despedi-me dele porque era a ultima vez que eu entrava no msn , dependo da sua resposta , eu iria continuar mais toda essa conversa foi um não pra mim. Paulo foi o cara que eu gostei de verdade , nunca gostei de outro como gosto dele. Lembranças de um amor não se apagam rápido, vai demorar eu esquecer ele, mais a vida é assim, eu era cristão, foi por isso que perguntei aquilo a ele, se ainda sentisse algo por mim, se a resposta dele fosse sim, eu deixaria de lado isso tudo, mais como foi não, vou voltar pra minha vida cristã, a igreja e meus amigos de lá. Uma coisa é certa me lembrarei de Paulo por muito tempo da minha vida gente esse fato não tem muito sexo, sacanagem, só é uma coisa que aconteceu comigo e que não vai mais acontecer, desculpa aos que esperavam algo mais picante meu msn.

bruno_androide17@hotmail.com

Torne-se um membro e comente