Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Troca-Troca com meu amigo.

Oi, meu nome é Ricardo, tenho 24 anos, mas o que vou contar aconteceu comigo quando eu tinha 13 anos. Meu vizinho, da mesma idade que a minha, me chamou pra ir a casa dele, pois seus pais haviam viajado e sua avó tinha saído fazer compras. Chegando lá ele mostrou-me uma revista pornô, essas com cenas de sexo. Eu já havia visto várias revistas daquela e nem liguei muito. Saí pra tomar água e quando voltei, vi o Renato, esse era o nome dele, se masturbando, sentado num banquinho.
Vendo aquela cena, fiquei com o pau duro, mas não dei na cara que estava excitado com aquele pau que não era grande e nem grosso, mas deveria ser bem duro. Ele me chamou pra ver uma foto mais de perto e quando cheguei, já senti o cheiro do seu pau. Hum, era um cheiro forte, diferente do meu, aquilo fez meu pau ficar bem mais duro. Fingia estar vendo a revista em seu colo, mas na verdade eu estava era sentindo o aroma da sua pica.
Ele percebendo, me perguntou se eu gostava do cheiro de pau, e eu respondi que gostava do cheiro do meu apenas. Ele propôs eu cheirar seu pau e ele cheirar o meu, fiquei meio assim mas falei pra ele começar... arranquei ele pra fora, arregacei a cabeça e dei meu pau, bem maior que o dele , pra ele cheirar. Meu pau também estava cheirando forte naquele dia. Ele começou a cheirar e a se masturbar e quando percebi, já estava me chupando. Fiquei sem reação, mas deixei. 
Quando terminou, virou-se pra mim e disse que agora era minha vez. Eu falei que ia só cheirar e comecei, era um cheiro tão bom, aquela cabecinha bem roxa, fiquei só imaginando eu de boca nela. Então, ele começou a forçar minha cabeça com as mãos e eu não resisti, a caí de boca, e que pica dura ele tinha. Comecei a movimentar a cabeça pra frente e pra trás, quando de repente, percebi que ia gozar. Que delicia, ele segurando minha cabeça e urrando de prazer, gozou tudo em minha boca. Engoli aquela porra, mas pra disfarçar, fui no banheiro e fingi que cuspi na privada.
Voltei lá e falei pra ele que não era pra gozar e que agora eu ia gozar no cu dele. Pra minha surpresa, ele arrancou a calça e a cueca e ficou de quatro, passando cuspe em seu cuzinho. Fiquei louco, ajoelhei e meti meu pau com tudo em seu cuzinho. Ele fez um som de dor e ficou mandando eu tirar. Eu não queria tirar, mas vi que ele ia começar a chorar e então tirei. A cena que vi depois disso foi a que mais me deu prazer na vida, ele de pé, com a mão na bunda, me olhando com cara de dor e me perguntando se eu havia o rasgado. Virei ele de costa, abri sua bunda com os polegares, olhei seu cu aberto, mas disse que não tinha nada. 
Ele se recuperou e disse papra tentar novamente, só que desta vez, fui mais devagar. Fui colocando aos poucos, até que entrou tudo, comecei a bombar seu cuzinho e ele começou a gostar disso, até que tirei meu pau papra fora, fiquei cheirando seu cuzinho aberto e me masturbando. Na hora que eu ia gozar, mandei ele continuar de quatro e enfiei meu pau novamente com tudo em seu cu. Ele fez a mesma coisa que antes, pediu pra eu tirar, mas enquanto não gozei tudo, eu não tirei.
Depois de passar o orgasmo que tive, já a fim de ir embora, o Renato, limpando seu cu com papel higiênico, me falou que era a vez dele. Droga, pensei, ele vai desquitar tudo em mim. Olhei seu pau e já estava uma pedra novamente, ainda bem que não era grande. Ele veio, abaixou minha calça, eu molhei meu cuzinho e dei uma chupada pra molhar seu pau e... aaaaiiiii, ele meteu com tudo, já tinha feito isso antes, mas ele me fodeu de verdade. Pedi pra ele tirar e nada, aquele pau duro me raspava o cu por dentro, eu de quatro não podia sair daquela situação. De repente ele tirou, foi um alívio, mas percebi que ele estava se masturbando, falei pra ele não gozar e ele disse que eu tinha gozado nele. Fiquei de quatro esperando e imaginando a dor que ia sentir. Senti sua língua tocar meu cuzinho e isso meu deu um tesão louco, eu já estava gostando disso quando ele parou de lamber e meteu seu pau no meu cu, já quase gozando... nossa, quase desmaiei de dor, eu tentava sair, mas ele me segurava... senti quando começou a gozar em mim, sentia cada jato percorrendo seu pau até encher meu cu de porra.
Quando tirou, fiquei de pé e começou a escorrer pela perna, peguei o papel higiênico e me limpei, então, vi que ele tinha arrancado sangue de mim. Foi bom pra mim aprender, pois as outras vezes que fizemos troca-troca, eu coloquei com jeitinho.

Torne-se um membro e comente
rodape fixo Hotboys