Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

DEI PARA MEU PRIMINHO PIROCUDO

Essa é uma historia que realmente aconteceu comigo.
Tinha 20 anos na época, 1,82 de altura, cabelo preto 85 kg. Fui visitar uns parentes meus em Vitoria junto com minha mãe e pai. Chegando lá fomos recepcionados por meus tios e um primo lindo Filipe que era novinho, adolescente, tinha estatura mediana, atlético, cabelos e olhos castanhos claros e, não deu para não reparar, um belo volume. Não me contive, a todo momento que eu podia dava uma manjada naquele volume que já estava me deixando louco, mas sem ele reparar. Nos acomodados e eu fiquei no mesmo quarto que ele. De noite, estava conversando com meus tios e pais antes da janta que então ficou pronta. Meus tios pediram que eu chamasse Filipe que estava no quarto, que pra minha surpresa quando entrei ele tinha acabado de sair do banho e estava pelado com sua jeba toda dura(que coisa mais linda, cabeçuda e grossa) nem parecia que era uma piroca de um adolescente, era a melhor visão e não teve como evitar, ele reparou que dei uma olhadona no seu instrumento e sorriu, meio sem graça disse que a janta estava pronta e que era para ele ir até a sala.
Não conseguia tirar aquela jeba da minha cabeça, como um novinho daquele poderia ser dono de uma piroca daquela? Então meus pais e tios resolveram sair e deixaram eu e meu primo sozinhos. 
Ele sugeriu que jogássemos videogame, acetei. Ele do meu lado de short mole, mostrando todo o volume. Não conseguia prestar atenção no jogo imaginando eu caindo de boca naquela rola. Então, sem pensar muito, como uma brincadeira para atrapalhar ele no jogo enchi minha mão e segurei o volume contudo, ele se atrapalhou e rindo disse para mim "tava doido para pegar na minha rola né?", eu sem pensar soltei "com certeza" e ele de imediato disse "então pega direito", de imediato me ajoelhei de frente para ele abaixei sua bermuda junto com a cueca e coloquei aquele monumento para fora, nossa que pica linda! Comecei a chupar com o pau ainda mole, que já era grande, e o masturbava junto, logo seu pirocão ficou do jeito que eu queria, muito grande, deveria ter uns 23 cm. Chupava aquilo com tanta vontade que ele não parava de gemer e eu não parava de chupar. Então ele levantou e começou a estocar sua tora dentro da minha boca com toda vontade, eu sentia indo la fundo na garganta, mas estava adorando. Então ele me pediu para comer meu cú, que até então era virgem, ponderei, mas ele insistiu e eu não neguei também, logo cedi, mas pedi que fosse devagar. Fiquei de quatro e ele levantou minha bunda(que falando a verdade é grande e bonita) afastou minhas pernas e deu uma cuspida com suas duas mãos abriu mais ainda as bandas da minha bunda e como uma flecha(grande e grossa, rs) estocou com tudo aquela vara que na mesma dei um berro, mas nao tirei também, aguentei, como sua puta ele foi metendo com força, sentia as bolas dele bater no meu cú, ser m estava muito bom aquela coisa grossa entrando e saindo. Então ele disse que iria gozar, pedi para ele deixar eu voltar a chupar , foi o feito depois de algumas chupadas ele gozou dentro da minha boca, era muito bom aquele leite quente de novinho entrando garganta a dentro. Mas não parava de chupar, mesmo ele mole. Me perguntou se tinha gostado, não só como gostei como adorei. Todos chegaram em casa logo depois, mas já estava tudo tranquilo, como se nada tivesse acontecido. Porem, durante as duas semanas que fiquei lá fui a mulherzinha do meu priminho, rs. Até hoje quando o encontro eu dou uma chupada naquela jeba que esta maior ainda. Mas ai é outra historia.

Torne-se um membro e comente
rodape fixo Hotboys