Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Carnaval com o amigo Japa

Meu nome é Joel. Tenho 23 anos, sou malhado e tenho um corpo peludo. Não sou muito dotado, tenho apenas 18 cm, mas tenho uma bunda linda e redondinha. Sou heterossexual, nunca tinha feito nada com homens até o dia que vou contar agora.

Tenho um amigo japonês chamado Takei. O Japa e eu fazíamos faculdade juntos e no carnaval de 2014 a gente foi para a casa de praia dos pais dele.

Viramos a noite toda em um clube. Voltamos de madrugada depois de beber muito com a galera e pegar várias gostosas. Infelizmente, nesse dia não conseguimos levar nenhuma para a cama. Quando chegamos na casa dos pais dele, ele me disse:

- Vamos tomar um banho. Meu corpo tá colando de suor.

- Pode ir primeiro. Depois eu tomo.

- Vamos juntos porque é mais rápido e faz menos barulho e não acorda meus pais.

Achei a proposta estranha, mas estava muito bêbado pra achar segundas intenções na proposta do Japa.

- Acho melhor não...

- Tá com vergonha de ficar pelado comigo? A gente toma de cueca não precisa ficar pelado...

Fiquei meio sem graça, mas concordei.

Entramos no box os dois só de cuecas. Ele estava de cueca branca, que logo ficou molhada e transparente. Eu estava tentando disfarçar, mas não tinha como desviar o olhar daquela piroca grande e grossa ainda meia bomba dentro da cueca.

Ele estava se ensaboando na minha frente. Ele passava a mão por todo o corpo. Ele era todo lisinho e eu não consegui não sentir tesão naquele corpo sem nenhum pelo. Ele me percebeu olhando e disse:

- Caralho, como você é peludo. Dá uma muda desses pelos para mim.

Depois passou a mão no meu peito peludo. Eu tremi de tesão na hora, de sacanagem abaixei um pouco a cueca, mostrei meus pentelhos e disse:

- Pega essa muda aqui.

Para minha surpresa, ele encheu a mão e pegou direto no meu pau.

- Tô brincando, cara. Para com isso! – Falei tirando a mão dele da minha cueca.

- Mas eu não tô não. – Disse ele tirando a cueca.

Eu já estava trincando de tesão, e minha cueca já estava explodindo. Ele me puxou pela cintura e arrancou minha cueca dizendo:

- Vamos fazer um duelo de espadas?

E enquanto ele esfregava o pau dele duraço no meu, eu comecei a apertar aquele corpo lisinho e logo estava de pau duro chupando os seus mamilos e ele me retribuía as caricias.

Virei ele de costas e comecei a esfregar meu pau na bunda dele enquanto punhetava ele. Depois de esfregar muito ele disse:

- Mete em mim, vai...

Ele pegou um pouco de condicionador, passou no cuzinho e no meu pau que já estava mega duro. Meti no cu dele sem pena e senti que ele gozou na primeira estocada.

- Ajoelha. – Falei.

Ele ajoelhou e eu gozei no peito lisinho dele. Depois disso ficamos nos agarrando. Não tinha nem passado cinco minutos e ele disse

- Me come mais. Eu quero gozar de novo.

- Empina a bundinha vou gozar dentro de você.

Ele obedeceu e eu fui comendo ele bem forte até gozar dentro daquele cuzinho macio. Terminamos o banho e fomos para o quarto.

- Caralho, não acredito no que aconteceu. – Disse ele.

- Nem eu, fazia tempo que eu não gozava tanto assim. E tão gostoso.

Já estávamos de roupa e ele disse:

- Não quero ficar de cueca. Gostei de ficar pelado com você.

Então decidimos ficar pelados de pau mole nos bulinando a noite toda. Aquele carnaval foi uma delícia. Inesquecível!

Torne-se um membro e comente
rodape fixo Hotboys