Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Chupando na rua

Já eram umas 02;30 da manhã deste Domingo 05/02/2017 quando me bateu um fominha.
Lembrei de uma pequena lanchonete que fica aqui perto, e resolvi ir até lá comer algo.
Já na volta vinha caminhando devagar, a rua toda deserta pois o tempinho estava meio chuvoso.

Já estava quase chegando em casa quando um carro branco veio e escutei alguém me chamando.
_ Oi vc poderia me dizer como faço para conseguir chegar a via Dutra por aqui?
Percebi que era um cara que já deva ter por volta de uns 40 anos, magro mas com corpo malhado,
cheguei perto e expliquei como faria para chegar ao seu destino.

Fui saindo caminhando e pra minha surpresa ele desceu do carro e perguntou oque eu fazia na rua
uma hora daquelas. Expliquei que tinha ido comer um lanche e ele novamente voltou a pergunta.
_Tem certeza de que esta procurando só um lanche?

Percebi a malicia na pergunta dele e voltei pra perto dele, disse que dependia do que encontra-se pelo caminho.
Ele voltou a entrar no carro e eu fiquei do lado da janela do motorista conversando com ele.
Quando percebi ele estava apertando o pau por cima da calça, novamente perguntou se procurava algo especial.
Daí não me contive passei a mão em cima do seu pau que já estava bem duro, apertei gostoso e disse que
estava procurando algo assim bem duro e gostoso pra encher minha boquinha de leite.

Ele me pediu pra entrar no carro, fomo pra uma rua mas deserta e lá ele tirou aquele pau imenso pra fora da calça.
Quando vi aquilo não acreditei, o cara tinha uma pau gigantesco e muito grosso. Comei com dificuldade chupando
e engolindo aquilo que conseguia. Ele gemia gostoso e dizia: - Nossa putinha será que vc imaginaria que iria encontrar
um brinquedão desta pra vc finalizar a noite???

Começou a alisar minha bunda por cima da calça, então abri minha calça pra facilitar, ele começou a alisar e enfiar o
dedo molhado em meu cuzinho. Logo ele queria que eu sentasse naquele pau gigante. Fui enrolando ele pois aquilo 
tudo iria me arro,bar todo e não estava afim de ficar todo dolorido.
Fui acelerando a chupada, engolindo tudo que podia e alisando suas bolas, ele pediu pra eu ir devagar pra ele não gozar
rápido pois queria provar minha bundinha. Ouvimos o guardinha da rua que fazia ronda d emoto passar e fingimos estar conversando.

Eu como putinha já experiente fui apertando seu pau com força, dando chupadas fortes e passando a língua bem no
burraquinho da cabeça daquele pauzão. Ele não aguentou e gozou gostoso enchendo minha boca de leite.
Ele queria me levar em casa mas pedi pra me deixar onde havia-mos nos encontrado. Nos despedimos e voltei a fazer meu caminho
normalmente. Quando pra minha surpresa ouço a buzina de uma moto atrás de mim, me virei e vi o guardinha que vinha em minha
direção. Me parou e falou que tinha visto a cena e tinha gostado, e queria provar pra ver se minha chupeta era mesmo gostosa.
Mas isso eu conto em outro conto...

Torne-se um membro e comente