Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Fodi meu dentista

Eu sou casado com mulher, 46 anos, moreno, 1,95m altura, 85 kgs, olhos castanhos, cabelos escuros curtos. Recentemente visitei um dentista para os tratamentos de rotina. Como tenho pavor de dentistas, procurei um homem, pelo fato de achar que tem mais experiência. De fato tinha! Mas, o que importa agora é o que aconteceu na terceira consulta. Eu já havia percebido o quanto ele era bonito, educado e me tratava com jeito.Neste dia porém, eu já estava com muito tesão, inevitavelmente fixei-me em seu olhar quando o seu rosto estava de frente ao meu. Embora a TV estivesse ligada, eu concentrei-me em admirar aqueles olhos castanhso claros que também passara a me fitar...
O tratamento ia prosseguindo quando eu percebi que ele fez questão de ficar mais próximo ainda de mim. Senti quando seu cacete, por dentro da calça, tocou em meu braço - isso me deixou ainda mais excitado. Deixei ele ficar enconstando à vontade e notei que o volume aumentava, assim como o meu. Não demorou muito até eu movimentar o braço e alisar as pernas dele. Ele piscou para mim! Bom, daí em diante não teria mais volta. Ele terminou a obturação com minhas mãos entre suas pernas... Finalizando a sessão eu o convidei para um chop e ele aceitou de prontidão, porém ainda tinha mais dois pacientes. Eu aguardei! Saímos e fomos diretamente para um Motel. Lá nos desibimos, tiramos as roupas e nos atracamos num beijo demorado e sensual. Como eu sou mais alto, encostava minha pica dura na pubis dele e sentia o pau dele entre minhas coxas. Em meio aos amassos virei-o de costas para mim e comecei a beijar sua nuca, descendo pelas costas, beijando e lambendo. Ele tem cerca de 35 anos, corpo bem definido, porém não malhado, branco, quase sem pêlos, uma bunda carnuda e bem torneada e um cacete de 16 cm branquinho e lisinho - delícia... Abri o rego dele e tratei de dar-lhe umas bos linguadas. Isso fez com que ele fosse se inclinando e se expondo completamente para mim. Então, coloquei a camisinha, passei um pouco de lubrificante no cuzinho rosado dele, sentei-me e puxei ele para mim. Ele sentou-se deliciosamente e foi deixando meu pau entrar naquele cuzinho deliciosamente apertado, mas muito guloso. Quando meu pau estava todo dentro ele foicou sentando um tempo e eu manipulando o cacete dele, mordendo suavemente suas costas e beijando-a com carinho. Não dizíamos uma só palavra, apenas gemíamos.Deitei-o de bruços na cama, com meu cacete enterrado nele, e comecei o movimento tradicional e esperado de vai-e-vem. Não demorou muito até eu gozar intensamente. Fomos para o banho, relaxamos uns minutos e então foi a vez dele me explorar. Deitou-me também de bruço, deu-me um trato delicioso nas costas e devolveu as deliciosas linguadas no rego. Virou-me de frete e, na posição de frango assado, comeu meu rabinho como ninguém havia feito antes. Ele me fodia e me punhetava ao mesmo tempo, olhando nos meus olhos, mordendo os lábios e gemendo. Quando estava para gozar, tirou o pau, despiu-se da camisinha e gozou maravilhosamente em minha barriga, deitando-se por cima em seguida. Foi a melhor foda da minha vida até então!
Terminamos o tratamento nos dias seguintes e, sem tocarmos no assunto, nos olhávamos excitados. Repetimos o feito por várias vezes até que, por motivos familiares, meus e dele, pois somos os dois casados, resolvemos dar um tempo nas fodas. Isso faz três longos meses!

Torne-se um membro e comente