Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Minha Primeira Vez com 01 Homem

O que vou lhes contar agora, é real. Meu nome é Cristiano, tenho 37 anos, 1,80, 95 kg, moro no interior de SP (região de Bauru), sou Bissexual e sou casado com uma mulher maravilhosa e muito fogosa. Sempre tive atração por homens, porém nunca tive coragem de me envolver com um, até um dia, quando eu tinha 27 anos e comecei a trabalhar como representante comercial. Nessa época eu viajava bastante e durante a semana, dormia alguns dias em hotéis e motéis de beira de estrada ou em cidades em que eu estava. Toda noite entrava em salas de bate papo, até que um dia conheci o Márcio (tinha 23 anos, namorava com mulher e morava numa cidadezinha próxima a minha e de cara curtimos o papo um do outro). Conversamos pelo Skype durante meses e ele sempre me provocando, principalmente quando ligávamos a webcam. Até que um dia eu tomei coragem e decidi que sairia com ele. Nos encontramos num Posto de Combustíveis que ficava estrada, entre as duas cidades e após conversarmos um pouco, deixamos um dos carros estacionado no Posto e fomos para um Motel. O Márcio tem 1.85, uns 105 kg, ou seja, é um cara grande e aquilo já mexeu comigo de cara. Logo que chegamos na garagem do quarto, já fomos nos pegando, beijando e apertando, numa intensidade que já nos deixou mega excitados. Ali mesmo na garagem, ele já baixou a calça e pela primeira vez, eu estava cara a cara com um cacete de verdade. O pau dele era lindo, tinha uns 17 cm e um pouco grosso, mais ou menos igual ao meu e ele raspou os pêlos, conforme eu tinha pedido pelo Skype (fetiche meu). Mamei muito aquele cacete, como era gostoso fazer aquilo e olhar pra cima e ver o quanto ele estava curtindo. Entramos no quarto e ele já foi tirando minha roupa, em meio a muitos beijos. Me colocou de 4 cama e eu fiquei olhando pelos muitos espelhos do quarto, com medo que ele já fosse me enrabar sem dó, mas os planos dele eram outros. Ele começou a meter a língua no meu cuzinho e eu não acreditava no que estava sentindo. Simplesmente é a melhor sensação de todas. Aí eu enlouqueci e me entreguei. Olhar para o espelho e ver aquele macho com a cara na minha bunda (que é grande e carnuda e estava bem lisinha pois ele havia pedido pra eu raspar também), era incrível. Depois disso fizemos um 69 e depois disso, chegou a hora que eu tanto esperei. Ele foi muito carinhoso comigo. Deitou-se com o pau pra cima, já com a camisinha bem lubrificada pelo gel e depois de me preparar com bastante gel, subi naquele macho e fui sentando devagar. No começo achei que não fosse entrar, pois doía demais e parecia que me rasgava. Mas com muita calma e carinho, o cacete foi entrando, até estar totalmente com ele dentro de mim. Ficamos abraçados uns minutos e fui me acostumando com o pau dele, até começar a cavalgar com calma, aumentando os movimentos e me soltar completamente. Aí a coisa ficou melhor ainda. eu não me segurava mais e rebolava gostoso em cima dele. Nessa altura ele começou a me chamar de putinha e aquilo me deixava louco. Colocou-me de 4 novamente, só que agora era pra foder de verdade. Eu ficava olhando pelo espelho enquanto ele bombava meu cuzinho e então ele começou a bater na minha bunda. Aquilo me deixou mais louco ainda e gozei de 4, com ele bombando e quase sem eu tocar no meu pau. Ele então me colocou de frango assado, bombou mais um pouco e ficou em pé, tirando a camisinha... gozou no meu peito e rosto. Fomos para o chuveiro e pau dele não baixava, então me colocou pra mamar de novo e ali no box, embaixo do chuveiro, cavalguei o pau dele de novo. Gozamos mais uma vez e depois de mais de 2 horas no motel, fomos embora. Meu cuzinho estava muito dolorido e me senti assim por vários dias. Continuamos conversando pelo Skype e depois de 1 mês, repetimos a dose.

Torne-se um membro e comente