Atendimento

icone pimentaCONTO ERÓTICO

Meu nome é Felipe, tenho 18 anos, Olhos e cabelos castanhos bem clarinhos, 1,76m, 70 Kg, branco, mas bem bronzeado, e um pau de 17 cm. Vou contar o que aconteceu quando eu tinha apenas 13 anos. Morava numa cidade pequena no interior de São Paulo, e ao lado da minha casa moravam meus tios, e meu primo Willian, que na época tinha 17 anos, um cara muito forte, alto, 1,80m, olhos verdes e cabelos castanhos lisos que caiam em seu olho, um corpo bem malhado, com um peitoral muito bonito. Éramos amigos, sempre jogávamos vídeo game juntos, saiamos andar de bike nas trilhas. Certa vez saímos para andar de bike, rumo a uma cachoeira que tinha à uns 15 km da cidade, um amigo do Willian iria conosco, o Fábio, que tinha 18 anos, muito parecido com o Fábio, só que era mais malhado, pois praticava natação desde criança. Pé na estrada, seguimos juntos para a cachoeira. Durante o caminho íamos conversando sobre tudo, até putarias, o Willian falou para o Fábio que tava afim de da uma metida com a Fernanda, uma vizinha nossa, o Fábio disse que sentia o maior tesão por ela. O Willian disse:
- Cara, to na secura já faz um bom tempo, se eu não come alguém acho que vo explodir...
- Pode crê, eu também num meto já tem um tempo – Disse o Fábio
Os dois olharam pra mim ao mesmo tempo, pensei comigo “Será que eles vão pedir pra me comer?”, mas não. Ficaram esperando eu dizer algo sobre o assunto:
- Bom, eu não posso dizer que vou explodir, por que nunca meti com ninguém, não sei qual a sensação, mas deve ser muito gostoso...
E continuamos a pedalar , eu não conseguia parar de olhar para aqueles dois, que estavam com uma camiseta regata apertadinha, e uma bermuda que deixava a cueca branca aparecendo...
Depois de uns 20 minutos chegamos a cachoeira, eu estava exausto de tanto pedalar, eles aparentavam estar um pouco cansados também. Tirei minha mochila e cai na grama, pra descansar um pouco. Ele me seguiram e deitaram na grama também. O Fábio levantou subtamente e disse:
- Karalho, esqueci minha sunga cara, e agora?
- Nada pelado mesmo, ta só agente aqui...
- Pode crê... – ele respondeu
Nessa hora meu pau começou a dar sinal de vida. Comecei a me trocar e passar óleo, mas quando baixei minha bermuda e meu primo Willian viu, disse:
- Cara, pode ir tirando a sunga também, pq vamos nadar todos peladões! – disse dando uma risada meio sacana.
- Mas eu trouxe a minha sunga – respondi
- Mas não interessa, vamo nada todo mundo pelado.
Disse isso e já foi baixando a bermuda e a cueca. Nossa que pau mais lindo que ele tinha, logo em seguida o Fábio também baixou o dele e começou a passar a mão no seu pau, tipo, coçando..
- Será que a água ta fria? – Perguntei, tentando chamar a atenção deles para outra coisa que não fosse a mim.
- Não faço idéia, mas sei que eu vo cai dentro – Respondeu o Fábio.
Nisso o Willian vem perto de mim e disse, tira logo essa roupa que eu quero nada. Tentei argumentar que num era uma boa idéia, mas ele disse que se eu não tirasse, eles iam tirar a força. Quando olhei do lado o Fábio já estava atrás de mim, para o caso de tentar fugir. Bati o pé e disse que ia nadar de sunga. O Willian disse:
- Fábio, vamu tirar a roupa dele a força!
Eu tava assustado pq meu pau tava meio duro, e eles iam perceber, mas num teve jeito, tentei correr mas logo eles me seguraram e o Willian baixou minha bermuda e minha cueca.
Na hora eles perceberam que meu pau tava duro e disseram:
- Cara, melhor você pular logo na água, pq sua cobra já ta querendo subi!
Fiquei com muita vergonha naquele momento, mas pulei na água, eles vieram logo em seguida. Do nada o Fábio começou a falar de putaria de novo, começou a contar de seus casos. Contou que uma vez estava na casa de uma mina metendo com ela e o irmão dela de 14 anos chegou e viu, ai ele teve que come o cara também pra não ferrar a mina.
- Você comeu o carinha? Gosotu? – disse o Willian
- Ah cara, é meio difícil admitir, mas eu gostei sim, o cara tinha um cú muito gostoso, e chupou meu pau, coisa que a irmã dele não fez.
A essa altura meu pau já tava batendo no meu umbigo... O Willian que já tava de pau duro também e disse:
- Nossa, agora fiquei com vontade de mete com um muleque novinho pra ver como é...
Já foram os dois olhando pra mim novamente... O Fábio falou:
- Willian, bem que o seu priminho ai podia liberar pra nós hein, ele tem uma bundinha gostosa...
- Felipe vem cá – disse o Willian
- Que foi?
- Olha cara, estamos só nós aqui, você podia ser legal e dar essa bundinha pra gente né?
- Nem a pau cara, ta maluco???
O Fábio veio por trás de mim, debaixo d’água e me agarrou por trás dizendo:
- Vai cara, ta sentindo meu pau na sua bundinha? Não quer sentir ele dentro fr você?
Tentei me soltar, mas foi em vão, nessa hora o Willian já tava vindo para o meu lado também, e colocou a mão no meu pau:
- Felipe, se vc ta com medo, por que o seu pau ta duro desse jeito?
Não tinha mais o que fazer, resolvi deixar eles fazerem o que quisessem comigo...
- Vocês juram que não irão contar a ninguém?
Com essa frase eles entenderam que tava liberado e me levaram para umas pedras bem planas de me colocaram de bruços, o Fábio já foi abrindo meu reguinho e lambendo meu cuzinho, o Willian simplesmente olhou pra mim e disse para chupa-lo... Eu o fiz, coloquei na boca e mandei ver, nossa era muito gostoso, o pau dele foi inchando e ficando enorme, uns 17 cm na minha boca... O Fábio começou a passar cuspe no meu cuzinho e já foi enfiando aquele pau de 18 cm, nossa como doía, não sabia que a dor era tão forte, tentei me esquivar mas o Fábio me segurou pela cintura e forçava cada vez mais. Depois de um tempo, quase chorando de tanta dor, senti minha bunda se encostando nele, ele falou que ia dar um tempo para que eu me acostumasse. Enquanto isso eu continuava chupando pau do meu primo. Ele disse que ia gozar, mas que não ia faze-lo ainda por que queria me comer. O Fábio começou a bombar meu cuzinho que agora já estava acostumado com o invasor. Nossa que sensação boa era ter um pau me comendo. Era um prazer que nunca havia experimentado, mas tava adorando. De repente senti um aquecimento dentro do meu cu, era o Fábio que tinha gozado dentro de mim, olhei pra ele e vi a cara de prazer que ele tava fazendo...
-        Willian, vem experimenta essa bundinha cara, é muito gostosa..
Nisso ele tirou o pau e foi se lavar na água da cachoeira, meu primo já ficou atrás de mim, estendeu duas toalhas, uma em cima da outra na pedra e me colocou na posição de frango assado, e foi enfiando em mim, entrou com mais facilidade, pois já tinha levado uma estocada forte do Fábio, ele começou o vai e vem, nossa que delicia, muito bom meu primo, eu com um tesão sem tamanho, vendo ele me comendo e olhando nos meus olhos e dizendo... “Sente primo, olha que delicia meu pau entrando em você”... Depois de um tempo senti outro jato quente dentro de mim... Ele tirou o pau e disse:
- Fábio, vc tinha razão, é um cu muito gostoso.
Fomos nos lavar na cachoeira... Voltamos exaustos novamente e deitamos na grama para descansar. O Fábio falou:
- Felipe, fica tranqüilo cara, não fica pensando muito nisso. Já aconteceu comigo, com o Willian também. Todo mundo já fez troca-troca uma vez na vida... Será nosso segredo.
Ouvindo aquilo fiquei mais tranqüilo. O Willian disse:
_ Mas agora sempre que eu estiver com tesão eu vou te comer!
E isso se repetiu mais algumas vezes, até que eles entraram para a faculdade, depois nunca mais os vi... E hoje sou eu quem anda comendo os menininhos da rua.

Torne-se um membro e comente