Atendimento

CONTO ERÓTICO

imagem conto

Minha primeira vez.

Meu nome é Rogério, sou moreno claro, cabelos castanhos, 1,70 de altura, 75 quilos. Numa tarde de sábado, estava caminhando na rua perto de minha residência, quando um homem alto aparentando ser nordestino, me parou para perguntar se meu nome era Mauro, puro pretexto para puxar um assunto, não entendi, mas disse que não, então ele me pediu desculpas e eu continuei caminhando, mais minha curiosidade foi tão grande que olhei para traz e ele estava me olhando, fiquei sem jeito e fui embora, quando voltei da caminhada minha cabeça ficou confusa, achei estranho ele ter me abordado e eu ter ficado de pau duro, quando vi que ele estava no mesmo lugar eu de propósito passei perto dele olhando e ele me seguiu e me perguntou se eu não gostaria de ir na casa dele bater um papo, nessa altura meu pau ficou mais duro ainda, mas fiquei com medo e falei que não, talvez outro dia.

Fui para casa com aquele homem na minha cabeça, passaram-se alguns dias e andando novamente pela rua me deparei com ele, aí eu já tinha saído com a intenção de vê-lo.

Saímos conversando e entramos numa rua onde daria na casa dele, ele falou que estava com muito tesão, a rua estava deserta e ele me pediu para segurar o pau dele por cima do short que estava muito duro com tesão em mim, sem jeito e sem graça acabei segurando o pau dele que estava realmente duro, o pior foi que eu adorei fazer isso, chegamos na casa dele e entramos eu estava muito nervoso, ele tentou me acalmar mas não deu, ele me deu seu celular e pediu para eu ligar o dia que quisesse, e fui embora, passou-se alguns dias e eu sempre pensando nele, fiquei intrigado com isso, porque aquilo estava me deixando intranquilo. Num sábado, eu estava com muito tesão e resolvi ligar para ele, ele atendeu e falou que estava em casa, e então fui até a casa dele, chegando lá, subimos para seu quarto onde ele colocou um filme gay para assistir, eu estava adorando, meu pau estava explodindo de duro, me debrucei na janela e ele começou a me alisar, abaixou meu short e começou a passar o pau dele duro na minha bunda estava gostoso, ele tentou enfiar aquela pica dura no meu cu, mas falei para ele que eu era virgem que nunca tinha dado o cu para ninguém, ele começou a forçar e doeu ai pedi para parar e coloquei minha roupa e fui embora. Passaram-se uns dois meses, e liguei para ele, disse que eu ia levar lubrificante e camisinha porque eu estava com vontade de experimentar aquela pica no meu cu, estava com muito tesão e resolvi que naquele dia eu ia deixar ele me comer, chegando na sua casa, novamente subimos para seu quarto, fiquei debruçado na janela e ele tirou meu short colocou a camisinha e passou bastante lubrificante no meu cu, ficou esfregando aquele pau na minha bunda e eu estava adorando, colocou seu pau na portinha do meu cu e foi enfiando, que delícia, enfiou tudo e começou a socar, botava e tirava seu pau do meu cu até gozar gostoso, não sei o que aconteceu comigo pois não sou gay e nem bissexual, foi de repente que me deu vontade de ter um pau enfiado na minha bunda, depois dele ter gozado me lavei e fui embora. Passaram-se alguns meses e ontem na parte da tarde fui compra cigarro e ouço uma voz me chamando, quando olhei era ele de novo, ele se aproximou e eu fiquei de pau duro logo, ele perguntou porque eu tinha sumido, que estava com muita tesão em mim, e falou veja como esta meu pau, disfarcei e enchi a mão realmente estava durão, fiquei de ligar para ele para ele me comer novamente.

Não sei o que está acontecendo comigo, mas estou louco agora e conhecer um travesti, deve ser maravilhoso ter uma mulher com algo a mais fudendo meu cu.

 

Torne-se um membro e comente