Atendimento

icone pimentaCONTO ERÓTICO

Depois de ter perdido a minha Virgindade e ter arranjado um namorado, já estava mais descontraído e solto sexualmente falando, me sentia com um desejo sexual hiperativo, com vontades de fazer sexo a toda hora, meu namorado sofria na minha mão a todo momento queria fazer sexo o provocava na rua, no shopping, nas estações de trem e metrô,e ele é do tipo que não dá para não ficar excitado, pois seu membro mesmo mole fazia um volume significante dentro da calça, foi isso que me chamou atenção quando o conheci, mas deixa isso para outro relato.

Mesmo transando diversas vezes com ele sentia falta de aventuras, precisava sentir aceleração e um misto de coisas que senti antes, queria algo novo, como que já tinha traído meu namorado me acostumei. Como via muitos filmes pornô no X Videos, ficava desejando aqueles paus em mim. Resolvi fazer um perfil em um site de namoro, porém fui honesto falei que tinha namorado se isso não fosse empecilho, marcaria algo.  

 Encontrei um homem casado, porém ele queria que fosse só eu e ele e marcou um dia que seu marido não estivesse em casa. Aceitei o convite como fazia faculdade falei para meu namorado que em tal data tinha que ir fazer um curso extracurricular e ele não desconfiou, estava ansioso, pois havia gostado do perfil dele que dizia:  “Meu nome João Paulo, eu sou moreno, corpo peludo, normal, costumo fazer academia, mas não muito malhado, casado com homem, ativo a fim de putaria real, tenho 1,75 altura peso 85 kilos. Dote 19 cm para você”.

 Lendo seu perfil já fiquei todo animado, no dia marcado ele me pegou na estação de metrô da Marechal Deodoro e fomos até seu apartamento, logo no carro nos cumprimentamos e nos beijamos, ele alisa a minha coxa ao mesmo tempo que dirigia, suas mãos eram fortes e rústica e me deixava instigado. Seu perfil deixava a desejar, pois pessoalmente ele era delicioso, que sorte tinha seu esposo, seu sorriso perfeito me hipnotizava, chegando em seu apartamento, ele disse para ficar despreocupado, seu esposo estava no trabalho e que só voltaria às 19:00 horas depois das visitas, pois era corretor de imóveis, como era 13:00 horas, nem me preocupei. Educado me ofereceu um suco, mas recusei estava mesmo com sede de sexo. Me informou que iria tomar banho e logo após conversaríamos. Fiquei no sofá, aguardando, nisso ele passou de cueca para seu quarto onde ficava seu banheiro, minha ansiedade era tanta que queria ir tomar banho junto, mas me contive, sentado.

 Para minha surpresa a porta da sala estava abrindo, meu coração quase saltou da boca, quando entrou um cara charmoso, me interrogando:

 - Quem é você? Cadê o João?

Logo inventei que ele era meu amigo e que ele estava tomando banho, tenso fiquei sem saber o que fazer. Na minha mente pensava pronto vou apanhar, e está tudo acabado. No entanto, ele se aproximou de mim, e me comprimento:

- Prazer meu nome é Alessandro e o seu?

- Gean, titubiei com voz trêmula, ele riu e falou:

- Tá nervoso.
- Não, só estou tímido, por estar aqui só, com o João e o que você vai pensar? Disse eu constrangido.         

 - Nada, João que é meio indelicado em deixar você aqui na sala sozinho. Vou chamá-lo. Nesse momento pensei, ainda bem que ele não desconfiou que eu estava aqui para dar para seu marido. Quando Alessandro voltou do quarto falei: 
- Acho que estou de saída.

 Levantei indo em direção a porta, Alessandro segurou em minha cintura com uma das mãos e falou:

 - Espera, deixa o João se trocar.

 Me paralisei com aquela mão na minha cintura. Alessandro era um sonho de homem, cabelos lisos estilo Tom Cruise, estava com um terno a cinturado, que deixava imaginar um corpo lindo, e media por volta de 1.75 de altura, parecia ter a mesma altura de João. Em seguida me virei e vi um sorriso que me deixou instigado e falei:
- Melhor né.

 Sentei no sofá e aguardei João voltar, nisso Alessandro sentou do meu lado e começou a conversar comigo, fiquei confortável, mas ele tocava minhas coxas e me deixava intrigado. João saiu do quarto com toalha enrolada na cintura. Fiquei constrangido, pois praticamente ele estava seminu na minha frente e na frente de seu esposo. Quando Alessandro disse que ia tomar banho, pediu para João ficar fazendo sala para mim. Ouvi o chuveiro ligar e já fui falando para João:
- Tenho que ir, seu esposo tá aí ainda bem que ele nem sonhou desconfiar. Me assustei quando João falou não fica mais, achei que ele iria concordar, me assustei mais ainda quando ele veio em minha direção me beijando, eu falava baixinho:
-Tá louco, seu esposo tá aí, me rendi a seus beijos quando ele falou: 
- Ele demora no banho.

João se deitou sobre meu corpo no sofá, e continuou a me beijar vorazmente senti sua excitação e fiquei excitado, esqueci tudo naquele momento e novamente estava entregue, ele queria tirar minha camisa mas resisti mas um pouco e ele me dizendo:
- Calma relaxa.

 Com ele é fácil que homem gostoso, deixei ele tirar minha camisa e sentia seu peitoral encostar no meu, que delicia aquele peito peludo, ele descia chupando meu pescoço e ia até meus mamilos e chupando como se estivesse mamando. Não queria fazer por menos, tirei aquela toalha e quis chupar aquele Pau, que maravilhoso seu púbis era todo raspado, o que deixava suas bolas pesadas a mostra, chupava com vontade que até tinha esquecido de Alessandro, não havia percebido que o mesmo se encontrava em pé, atrás de mim, como estava entregue naquela rola nem desconfiei, meu coração quase saltou quando Alessandro me segurou por trás dizendo:
- Engole até o talo, assim que ele gosta.

 Me assustei mas continuei a pedido. Alessandro beijava minhas costas e descia até minha bunda. João forçava minha cabeça contra seu pau, por vezes até engasgava. Ambos me puxaram para a cama do casal, e lá continuei a chupar aquele Rola de quatro para facilitar, que Alessandro me chupasse ele linguava meu cu vorazmente, falando:
- Nossa amor você tem que provar esse cuzinho.

 Logo João trocou de posição, o pau de Alessandro era uma delícia também só que menor uns 17 cm, tinha um gosto peculiar dava para sentir a diferença, entre os dois Paus era mais adocicado. João era bem mais rústico em sua chupada, me deflorava com a língua e por vez metia os dedos, falando:
- Mozão, vou arrombar essa puta.

Parecia estar tudo preparado camisinha e lubrificante próximo a cama no criado mudo. Quando João colocou a camisinha a rola dele majestosa usava o preservativo todo. Alessandro falava:
- Come nossa putinha bem forte.

 Não levei a sério mas ele enfiou tudo de uma vez me segurando com força, quase gritei mas ficou abafado com a rola de Alessandro na boca ele metia forte ao pé da letra como mencionou seu marido, que delícia de pau, ele já estava cavalgando em mim quando falou:
- Essa puta aguenta bem amor, acho que vai aguentar o que você quer fazer.

 Fiquei com medo imaginando o que seria, mas foquei naquele pau, Alessandro gozou na minha boca e mudados de posição. João se esticou na cama e sentei na Tora suculenta, enquanto cavalgava, o outro me chupava, estava em êxtase, sentia o pau de Alessandro se recuperando, se posicionou de uma maneira que lambia o pau de João e meu cuzinho junto, percebi que ele estava colocando camisinha e imaginei que ele queria revezar com João, mas senti ele forçando a entrada do meu cu com o pau de João dentro, no começo estava dando um misto de dor e prazer mas senti a cabeça da pica entrando, gemia alto e quando percebi já havia dois paus no meu cu, nunca mais me esqueci daquela tarde experiência única, à medida que os dois movimentavam, gozei sem tocar no meu pau, João pegou minha porra que escorria sobre seu abdômen peludo e provou:
- Que delicia, amor quer também, colocou os dedos gozados na boca do marido que falou:
- Nossa que porra gostosa essa puta têm, estava em delírio total as Toras me rasgavam e eu adorava. Alessandro tirou o pau e me deu para mamar novamente, percebeu que sua camisinha havia estourado, mas não se importou. Fui chupando seu pau enquanto cavalgava aquele   garanhão, estava exausto ficamos muito tempo naquela posição, mas parecia que ele não se cansava tinha muita disposição, quando falou que ia gozar deu um gemido másculo nesse momento senti seu gozo dentro de mim, logo imaginei a camisinha também estourou. Deitei sobre a cama e Alessandro, se preparava para gozar sobre mim, encheu meu abdômen de porra e João lambeu tudo e veio me beijar sentia o gozo dele nos seus beijos, enquanto Alessandro falava: 
- Nossa mozão, escolheu bem hein.

 Imaginei que era tudo um plano e eu fui direto para o abate. Adorei aquela transa tomamos banhos os três e continuou a pegação, naquela tarde fiquei esfolado, mas foi uma realização total ambos safados e gostosos. Fiquei amigo do casal repetimos algumas vezes, mas eles se mudaram e perdemos o contato. Alessandro e João Paulo foi minha primeira DP e foi inesquecível.

Torne-se um membro e comente
imagem fundo antiflagra
Assista aos melhores vídeos Bareback do pornô nacional Assine Agora
Já é assinante?