Atendimento

icone pimentaCONTO ERÓTICO

Terça-feira passada estava muito cansado e chamei o Uber para chegar logo em casa. O meu motorista para variar não era o galã da novela, mas tinha algo nele que me arrastava para o seu olhar, não sei dizer bem o que era. Com mãos grandes e braços bem peludos, não conseguia parar de olhar para ele. Estava com uma calça jeans clara bem surrada e uma camiseta preta agarrada. Pela barba e pelo jeito de falar eu chutaria que ele tinha uns 32 anos. 
      Quando entrei no carro me sentei bem à direita para poder analisar aquele homem por completo! A viagens demoraria uns 30 minutos e estava bem feliz de ter algo para fazer neste tempo, rsrs. Ao longo do percurso reparei que variadas vezes ele coçava o saco, mas achei que talvez estivesse tudo mal arrumado lá em baixo.
    Quando deu uns 10 min de casa eu levo o maior susto e vejo que ele enfia a mão dentro da cueca e fica mexendo a rola, permanecendo com a mão dentro da cueca por pelo menos um minuto, em seguida ele retira a mão e cheira, olhando diretamente para mim pelo retrovisor. Tentei desfaçar, mas com certeza ele reparou o meu mix de entusiasmo e surpresa. 
    Quando estamos quase chegando aviso para ele que o portão da minha casa é o cinza logo adiante. Quando ele para o carro, agradeço a corrida e lhe desejo um bom trabalho. Nesse intervalo de tempo ele vira para trás, olha bem no meu olho e em um único movimento, coloca a sua mão na minha cara para eu sentir aquele cheirão de rola. Eu nem sabia o que fazer, apenas cheirei fortemente e fechei os olhos. Logo em seguida ele desce aquela mão grossa e coloca um dedo dentro da minha boca, fazendo eu chupar lentamente. Não demorou para ele enfiar mais um dedo e depois mais um e depois mais outro. Quando vejo já estou chupando quatro dedos muito grossos e percebo que ele não para de me olhar fixamente. Estava achando tudo muito sensual e ao mesmo tempo assustador, porém o tesão me dominou completamente. Depois de alguns segundos assim, ele tira o dedo da minha boca e pergunta se eu gostei do cheiro do pau dele, eu respondo que eu nem precisava dizer nada e dei uma olhada para o volume da minha calça que denunciava tudo. 
    Sem delongas ele diz para sentar no banco da frente pois ele me daria um tratamento especial. Eu mal sento, já vejo o pau dele para fora, do jeito que eu gosto, bem cabeçudo, bastante veias, babão, grosso e com uns 18cm. Não estava acreditando, esse tipo de coisa não acontece comigo, nunca, eu sou muito tímido. Ele segura bem forte a minha cabeça e me leva para chupar seu pau, enfia até a cabeça dele roçar a minha garganta. Fico com o pau dele enfiado até não aguentar mais e começar a engasgar. Em seguida ele começa a meter forte na minha boca, fazendo eu chorar e engasgar mais e mais. Depois de uns 5 min chupando, ele tira minha cabeça, dá um tapa no meu rosto e uma cusparada forte na minha cara. Naquele instante eu percebi o quanto eu gostava daquele jogo sexual de dominação e o quanto eu queria que ele fudesse a minha boca até o dia seguinte. Segurou forte a minha cabeça e voltou a meter fortemente, seu pau nessa altura estava muito babado e entrava na minha boca com uma velocidade fora do normal. Depois de uns 20 min chupando o cara, ele avisa que iria gozar e que era para eu engolir tudo. Mesmo se eu não quisesse, a cabeça do pau dele estava no fundo da minha garganta e acabei engolindo tudo muito rápido, nessas eu estava me punhetando e acabei gozando no carro. 
    Quando ele viu que tinha sujado o carro, ele me deu outro tapa na cara e falou que aquele tinha sido mais forte pela sujeira que ele teria que limpar. 
    Saindo do carro, ele abriu a janela, me entregou um cartão de motorista particular e disse para eu chama-lo pois tinha muita coisa para me ensinar ainda. 

Torne-se um membro e comente
imagem fundo antiflagra
Assista aos melhores vídeos Bareback do pornô nacional Assine Agora
Já é assinante?