Atendimento

icone pimentaCONTO ERÓTICO

No último Natal, fui com meu namorado ao apartamento de um casal de eles tinham outros três amigos pra nos apresentar... já imaginei que nosso Natal seria uma suruba fudida e me animei com a ideia. Chegando lá, nos apresentaram aos três, os quais vou chamar de Negão, Urso e Careca. Negão estava usando uma calça branca, que destacava um bom volume, mesmo mole, e uma camisa verde. Urso era um gordo, com tatuagem no peito. Estava de short samba-canção e uma regata verde. Pareceu maludo também. Quando cheguei, só estavam eles dois e um dos anfitriões, Myke. O outro anfitrião estava no banho, com Careca, que só vim conhecer depois.

Gente...

Quando este macho saiu do banheiro que olhei para ele, o mundo parou! O macho era simplesmente delicioso! Corpo robusto, sem ser malhado. Peludo. Grande. Com um calção preto de malha que realçava tudo o que tinha por baixo - e não era pouca coisa. Ainda estava meio duro por causa dos trabalhos no banheiro. E por fim, chega o outro anfitrião, Yves, que prepara tudo para a nossa ceia. A comida estava deliciosa, um bom vinho e uns vídeos engraçados na TV. Percebi que todos estavam fazendo um certo carão e a tal suruba não começava. Por várias vezes, entrei sozinho no quarto do casal para ver se alguém vinha na minha direção pra começarmos uma pegação, mas tava devagar quase parando.

Até que...

O Negão vai para o outro quarto e se deita na cama, com o celular na mão. Vejo que o volume na calça branca está mais intensificado. Como quem não quer nada, me aproximo e puxo um papo furado, se estava tudo bem porque ele se afastou dos demais. Ele olha para mim segurando a própria rola por cima da calça pra mostrar que estava duraça e diz que estava bem. Mensagem captada, segurei na rola dele que, em dois segundos, estava para fora da calça. Caí de boca e mamei naquela tora que era realmente gigante (arrisco uns 22cm ou mais). Mas ele queria que eu fechasse a porta, e eu queria que meu namorado visse o que eu estava fazendo, e mais ainda, queria que a trepada fosse coletiva com os outros machos que estavam na sala. Depois de um tempo mamando, levantei como quem ia fechar a porta do quarto, mas saí e fui ver os meninos. Quando vi, Careca já estava aos beijos com o dono da casa e Urso estava sentado ao meu lado no sofá. Comecei a alisar a perna dele e foi a senha... ele levantou-se, veio para junto de mim e meu namorado e já começamos a beijar triplo

Myke, um dos donos da casa, nos levou para o quarto do casal e, lá, eu, Urso e meu namorado nos jogamos na cama, já sem as roupas. Fiquei beijando Urso enquanto meu namorado chupava a rola dele, que era grande, tipo "torpedo", que é mais grossa no meio e mais fina na base e na cabeça. Depois mudamos de posição: Urso continuou deitado na cama, meu namorado ajoelhou perto da cabeça dele para que ele chupasse meu namorado. Enquanto isso, eu mamava o urso e todo mundo se divertia. Lambi o saco dele, que é pesadão com ovos grandes e voltei a engolir a rola inteira, enquanto ele mamava meu namorado, que a essa altura, estava todo suado (aqui na minha cidade é muito quente).

Quando meu namorado levantou para tentar melhorar a ventilação no quarto, Urso chegou no meu ouvido dizendo: "Quero ver você comendo ele!". Pedido feito, pedido aceito. Meu namorado voltou pra cama e eu o botei pra sentar no meu cacete, o que ele fez ligeirinho e sem reclamar. Começou a quicar na minha rola e o Urso me beijando e perguntando se podia comer nós dois também. Claro que sim. Meu namorado saiu de cima de mim, preparou o pau do macho e sentou nele também. O Urso começou a socar a rola de baixo pra cima e meu namorado gemia quase uivando. Ele praticamente chorava de prazer com aquele torpedo socando no rabo dele. O Urso elogiava a bunda dele, dizendo "que rabo gostoso da porra!" e meu namorado começou a se chacoalhar, a respiração ficou acelerada e ele começou a gozar, melecando toda a barriga do Urso de porra grossa e quente.

Eu, que estava adorando voyeurizar aquela foda maravilhosa, voei na barriga do Urso e lambi todo o leitinho que meu namorado derramou ali, deixando o Urso todo limpinho de novo. Meu namorado beijou o Urso e depois veio me beijar também, compartilhando da própria porra que eu tinha guardado na boca. Quando ele levantou, o Urso, que ainda não tinha gozado, olhou pra mim e perguntou se eu também queria rola no cu. Respondi já me virando de quatro na beira da cama. Ele ficou em pé e enfiou tudo aquilo em menos de dois segundos. Senti minha próstata ser atingida em cheio, e comecei a babar pela rola enquanto ele me fodia com vontade, também elogiando meu rabo. "Que cuzinho é esse?", ele dizia, e gemia, e arfava, e grunhia a cada socada que dava com aquele torpedo enfiado dentro de mim. Eu estava dando o cu, mas com o pau doendo de tão duro, e com um melzinho escorrendo que estava me deixando alucinado.

Quando o macho sentiu que ia gozar, tirou o pau do meu rabo, desencapou e se derramou nas minhas costas e por cima da minha bunda. Caí, extenuado, em cima da cama, de bruços, e o Urso me "comeu" de novo, desta vez com a língua, lambendo todo o leite que despejou sobre meu corpo nu. Nessa hora me virei, ele me chupou, depois bateu uma punheta no meu pau até eu gozar na minha própria barriga. Depois se deitou sobre mim e nos esfregamos com minha porra servindo de lubrificante. Fui ao banho, depois o Urso foi também. Quando voltamos pra sala, o Negão estava se pegando com Yves, que chupava o rabo dele enquanto ele se punhetava até gozar; Myke já dormia (não sei se trepou com alguém ou não) e Careca, no sofá, com a rola pra fora dos shorts, beijava meu namorado enquanto dedilhava o cuzinho dele. Pelo volume, esperava que a rola de Careca fosse maior, mas era consideravelmente grossa. Acho que ele não me curtiu, pois não interagiu comigo (respeito isso), mas depois dessa quase suruba, todos ficaram com gostinho de quero mais... só espero que um novo encontro desses se repita em breve!

 

Torne-se um membro e comente